IPCA sobe 0,55% em janeiro, acumula menor alta em 12 meses em mais de 1 ano

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014 13:12 BRST
 

Por Felipe Pontes e Camila Moreira

RIO DE JANEIRO/SÃO PAULO, 7 Fev (Reuters) - Favorecida pelos preços de Transportes, a inflação brasileira iniciou o ano com desaceleração em janeiro para 0,55 por cento e viu um forte alívio no acumulado em 12 meses para o menor nível em pouco mais de um ano.

Entretanto, o espaço para comemorações é pequeno uma vez que ainda há muita resistência, e a expectativa entre analistas é de que a alta dos preços estoure o teto da meta em meados do ano. Assim, não muda também a percepção de manutenção do aperto monetário neste mês.

Os números divulgados nesta sexta-feira pelo IBGE mostraram que a alta acumulada em 12 meses pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi de 5,59 por cento, depois de ter subido 5,91 por cento em 2013.

Ainda que em nível elevado, essa é a menor leitura de 12 meses desde novembro de 2012, quando atingiu 5,53 por cento. A meta de inflação do governo é de 4,5 por cento, com margem de 2 pontos percentuais para mais ou menos.

"A redução do acumulado em 12 meses reflete a saída do índice de janeiro de 2013 (alta de 0,86 por cento), quando a inflação dos alimentos exerceu pressão maior do que neste ano", explicou a economista do IBGE Eulina Nunes dos Santos.

Os dados também ficaram abaixo da expectativa em pesquisa da Reuters, cujas medianas apontavam alta de 0,62 por cento na base mensal e de 5,67 por cento na anual.

Entretanto, nas contas da economista da Tendências Consultoria Alessandra Ribeiro, o índice de difusão chegou a 72,1 por cento, ante 69 por cento em dezembro.

"Embora o resultado tenha vindo melhor, vemos ainda um quadro de resistência e continuo olhando o cenário de inflação com preocupação", disse ela.   Continuação...