7 de Fevereiro de 2014 / às 19:48 / 4 anos atrás

Ibovespa fecha dia volátil no azul com leituras distintas de dados nos EUA

Por Priscila Jordão

SÃO PAULO, 7 Fev (Reuters) - A Bovespa encerrou em alta esta sexta-feira, voltando a ficar acima dos 48 mil pontos, após um dia marcado por intensa volatilidade em meio a leituras díspares do relatório de emprego dos Estados Unidos.

O Ibovespa fechou com avanço de 0,7 por cento, a 48.073 pontos. Na semana, o índice subiu 0,91 por cento --com a primeira valorização semanal em 2014.

O giro financeiro foi de 6,2 bilhões de reais.

O índice trocou de sinal diversas vezes nesta sexta, quando o governo dos EUA divulgou que empregadores no país adicionaram apenas 113 mil postos de trabalho em janeiro fora do setor agrícola. A expectativa era de aumento de 185 mil vagas, segundo pesquisa Reuters.

"Uma parte do mercado entende que a notícia é positiva, pois o aumento de juros (nos EUA) vai demorar ainda mais. Outra parte acha que é negativa, pois, se os emergentes já estão fracos, imagina se os EUA enfraquecerem. Volta todo mundo para o buraco", disse o gestor Rafael Barros, da Humaitá Investimentos.

Em meio às interpretações distintas, agentes financeiros também ponderavam se os dados representam uma tendência, já que a criação de empregos pode ter sido afetada pelo inverno rigoroso no país.

"Passado o efeito do inverno, podemos nos surpreender (com os dados) a partir de março", disse o diretor técnico da Apogeo Investimentos, Paulo Bittencourt.

Com a aproximação do fechamento do pregão, o Ibovespa acabou ganhando força embalado nas ações preferenciais da Petrobras e fechou no azul.

Segundo o analista Fábio Gonçalves, da Banrisul Corretora, fomentou o avanço do papel neste pregão a perspectiva de rompimento de linha de tendência de queda da ação no curto prazo, criando a possibilidade de retomada de preço até os 15 reais, de acordo com análise gráfica.

Ainda no setor corporativo, destacaram-se desde o início do pregão as ações da operadora Oi e da incorporadora Gafisa.

A Oi subiu forte diante de notícia da Folha de S.Paulo de que um grupo de 12 bancos comprometeu-se em participar de operação de injeção de 6 bilhões a 8 bilhões de reais na operadora.

Gafisa, por sua vez, foi beneficiada pelo anúncio de que seu Conselho de Administração autorizou estudos para potencial separação da Tenda, voltada à baixa renda.

No sentido contrário, a ALL teve a maior queda do Ibovespa, após notícia publicada pelo Valor Econômico nesta sexta afirmar que a empresa de transporte de commodities agrícolas Agrovia cobra 580 milhões de reais da ALL por não cumprimento de contrato. A empresa refutou as informações.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below