Toyota anuncia fim de produção na Austrália a partir de 2017

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014 07:55 BRST
 

SIDNEY, 10 Fev (Reuters) - A Toyota Motor Corp afirmou nesta segunda-feira que irá parar de fabricar carros e motores na Austrália até o final de 2017, marcando o fim de uma era para uma base de produção outrora vibrante e a perda de milhares de empregos diretos e indiretos.

A decisão da Toyota segue as saídas da General Motors e Ford Motor do país, anunciadas no ano passado, numa investida que fará com que a Austrália deixe de ter montadoras globais, com custos elevados e uma moeda forte tornando-a uma base de produção pouco atraente.

"Fizemos tudo o que podíamos para transformar o nosso negócio, mas a realidade é que existem muitos fatores além do nosso controle que tornam inviável fabricar carros na Austrália", disse o presidente da Toyota Austrália, Max Yasuda, em comunicado.

Cerca de 2.500 empregos serão afetados quando a fábrica interromper a produção de carros em 2017, afirmou a empresa.

A saída da Toyota da Austrália depois de mais de meio século é um revés para o governo conservador do primeiro-ministro Tony Abbott, que está tentando administrar uma desaceleração da economia de 1,5 trilhão de dólares num momento em que diminui o boom de investimentos em mineração que durou uma década.

"Isto é obviamente uma notícia devastadora para todos os envolvidos com a Toyota. É devastador para mim e para o governo", disse Abbott, em Canberra.

(Por Maggie Lu Yueyang)