Inadimplência do consumidor no Brasil em janeiro sobe 1,1% ante dezembro

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014 10:38 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A inadimplência do consumidor no Brasil em em janeiro cresceu 1,1 por cento na comparação com dezembro, na quarta alta mensal consecutiva, informou a Serasa Experian nesta quarta-feira.

Na comparação com janeiro de 2013, porém, o índice de calotes caiu 4 por cento, na oitava redução anual consecutiva.

As seguidas altas mensais vêm enfraquecendo as quedas na base anual nos últimos quatro meses desde outubro de 2013, sinalizando que a trajetória de queda da inadimplência pode estar rumando a um cenário de estabilidade segundo economistas da Serasa Experian.

"Aumentos sucessivos das taxas de juros, crescimento mais fraco da economia, inflação situando-se próxima ao teto da meta (do governo) e diminuição do ritmo de geração de vagas no mercado formal de trabalho contribuem para desacelerar a curva descendente da inadimplência do consumidor", disseram os economistas, segundo comunicado da Serasa Experian.

As dívidas não bancárias - cartões de crédito, financeiras, lojas e prestadores de serviços - foram o principal condutor da alta da inadimplência em janeiro, subindo 2,7 por cento ante dezembro. O valor médio deste tipo de dívida em janeiro foi de 305,76 ante 318,67 reais um ano antes.

Títulos protestados, que têm menos influência no indicador, apresentaram uma alta de 23,8 por cento ante dezembro. A inadimplência com bancos teve queda de 0,7 por cento em comparação a dezembro. O valor médio das dívidas com as instituições financeiras foi de 1.231,46 reais.

(Por Renan Fagalde)