Lucro da Braskem despenca, empresa vê desaceleração no Brasil em 2014

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014 15:12 BRST
 

Por Roberta Vilas Boas

SÃO PAULO, 13 Fev (Reuters) - A petroquímica Braskem sofreu forte queda no lucro líquido do quarto trimestre e estimou nesta quinta-feira um crescimento menor do mercado brasileiro de resinas ante o desempenho de 2013.

A maior petroquímica das Américas divulgou lucro líquido de 15 milhões de reais para o quarto trimestre, queda de 95 por cento sobre o resultado positivo de 275 milhões obtido no mesmo período do ano anterior.

Às 15h04, as ações da Braskem exibiam alta de 0,16 por cento, enquanto o Ibovespa recuava 1,86 por cento.

A Braskem informou que o resultado do quarto trimestre foi apoiado pela adoção da prática de contabilidade de hedge em maio passado, para melhor refletir os efeitos de variações cambiais no balanço. Com isso, em 2013, a companhia teve lucro líquido de 507 milhões de reais ante prejuízo em 2012 de 738 milhões.

Não fosse a utilização do recurso contábil, o prejuízo de 2013 teria sido de 1 bilhão de reais, segundo a empresa.

"(A queda no lucro) do quarto trimestre se deve a vários fatores. Contabilizamos no último trimestre de 2012 efeitos não recorrentes, com a venda de ativos, como a unidade de tratamento de água na Bahia", disse o presidente da Braskem, Carlos Fadigas, em coletiva de imprensa.

EXPECTATIVAS PARA 2014

A companhia previu que o mercado de resinas do Brasil terá em 2014 expansão mais fraca que o crescimento de 8 por cento em 2013. "Nossa melhor projeção é de crescimento de 3 a 4 por cento num cenário econômico que considera o consenso de mercado de (crescimento do PIB) de 2,2 por cento", disse Fadigas.   Continuação...