Avon tem redução em vendas e número de representantes no 4º tri

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014 11:31 BRST
 

13 Fev (Reuters) - A Avon divulgou nesta quinta-feira uma receita menor que a esperada para o quarto trimestre por um declínio nos negócios em mercados emergentes que vinham sendo uma fonte de crescimento para a companhia de cosméticos conforme seus negócios na América do Norte se enfraqueciam.

A receita caiu 10 por cento para 2,67 bilhões de dólares, enquanto que analistas esperavam 2,75 bilhões de dólares, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S. Excluindo o impacto cambial, as vendas caíram 4 por cento.

Durante o trimestre encerrado em 31 de dezembro, a Avon, uma vendedora direta de produtos de beleza, vendeu 10 por cento menos itens, e o tamanho de sua equipe de vendas diminuiu em 5 por cento depois de ter mostrado sinais de estabilização no começo de 2013.

Os negócios caíram em três importantes mercados: México, Rússia e China. Na América do Norte, os negócios da Avon continuaram seu processo degenerativo, com as vendas de produtos de beleza recuando 25 por cento e com 17 por cento menos representantes de vendas.

Um ponto positivo é o Brasil, o maior mercado da Avon, onde as vendas cresceram 6 por cento excluindo o impacto cambial.

O prejuízo líquido da Avon se reduziu para 69,1 milhões de dólares, ou 0,16 dólar por ação, ante 162,2 milhões de dólares, ou 0,37 dólar por papel.

(Por Phil Wahba)