Bovespa cai pelo 2º dia por vendas no varejo e notícias corporativas ruins

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014 17:56 BRST
 

Por Priscila Jordão

SÃO PAULO, 13 Fev (Reuters) - O recuo das vendas no varejo brasileiro em dezembro e notícias corporativas negativas desanimaram investidores e levaram a Bovespa a fechar pelo segundo dia consecutivo em queda nesta quinta-feira.

O Ibovespa, principal índice da bolsa paulista, caiu 0,84 por cento, a 47.812 pontos. O giro financeiro do pregão totalizou 5,7 bilhões de reais.

Na mínima, o índice chegou a perder mais de 2 por cento, mas desacelerou a queda diante da leve alta do Dow Jones e do S&P 500 nos Estados Unidos, além da redução das perdas da mineradora Vale.

O principal índice da bolsa paulista foi fortemente pressionado pelas ações de Petrobras e do Banco do Brasil.

As ações do banco estatal recuaram 4,93 por cento, em reação à queda de 23,7 por cento no lucro líquido da instituição no quarto trimestre e projeções menores para a expansão do crédito e da rentabilidade em 2014. O resultado do BB foi pressionado pelo aumento de provisões para perdas com crédito, apesar da queda na inadimplência.

O Bradesco BBI rebaixou a ação do Banco do Brasil para "market perform" (em linha com a performance do mercado) ante "outperform" (acima da performance do mercado), "diante dos números mais fracos que o esperado e, especialmente, da surpresa mais negativa em relação às projeções".

As ações da companhia de cosméticos Natura também recuaram após a divulgação do resultado trimestral.

Outro destaque entre as quedas do dia foi o papel da companhia de saneamento Sabesp. A Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp) divulgou nesta quinta-feira proposta de reajuste de 4,66 por cento da tarifa da empresa, percentual que foi mal recebido pelo mercado.   Continuação...