PDG Realty tem lucro de R$19 mi no 4o tri e supera estimativas

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014 23:09 BRST
 

RIO DE JANEIRO, 13 Fev (Reuters) - A construtora e incorporadora PDG Realty abriu a temporada de balanços do setor nesta quinta-feira e divulgou um lucro líquido de 19 milhões de reais, enquanto o mercado ainda aguardava um prejuízo.

Um ano antes, a companhia registrou um prejuízo de 1,8 bilhão de reais. A média das estimativas obtidas pela Reuters apontava prejuízo de 41,25 milhões de reais entrou outubro e dezembro.

O resultado foi impulsionado pelas vendas no período. A PDG anunciou no início de janeiro que praticamente dobrou as vendas líquidas no quarto trimestre, na comparação anual, para 1,2 bilhão de reais, enquanto os lançamentos cresceram 271 por cento na mesa base de comparação, para 946 milhões de reais.

A receita líquida cresceu 66,1 por cento no trimestre, para 1,8 bilhão de reais, enquanto o Ebitda foi de foi de 289,9 milhões (ante resultado negativo de 1,346 bi no quarto trimestre de 2012).

A companhia vem lutando para retomar ao lucro desde que um agressivo, porém mal-sucedido, plano de expansão nos últimos anos levou a enormes derrapagens de custos e atrasos em projetos.

A PDG iniciou em 2012 ajustes contábeis e uma revisão dos orçamentos de obras e dos empreendimentos lançados. A revisão foi acelerada a partir do segundo trimestre do ano passado e o objetivo da empresa é normalizar suas operações a partir 2015.

No quarto trimestre foram cancelados os últimos cinco projetos, conforme já previsto pela PDG. Foi registrado um impacto de 251,1 milhões de reais em valor geral de vendas (VGV), além de um impacto contábil de 18,5 milhões de reais na demonstração de resultados e um desembolso estimado de 11,5 milhões com distratos.

"No total, 48 projetos foram cancelados durante o ano de 2013, totalizando VGV de 2,1 bilhões de reais e redução de 1,3 bilhão de reais no custo a incorrer de obras, diminuindo a complexidade operacional de execução do legado e possibilitando priorização de projetos com margens superiores", disse a PDG.

Das unidades distratadas ao longo do ano de 2013, a companhia disse que conseguiu revender 56,8 por cento dentro do próprio ano, devido à grande concentração de vendas canceladas no meio do ano, principalmente nos meses de junho e julho.   Continuação...