Procter & Gamble busca executivos da própria empresa para suceder CEO

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014 10:04 BRST
 

NOVA YORK, 14 Fev (Reuters) - A Procter & Gamble, maior fabricante de produtos de uso doméstico do mundo, considera antigos e atuais executivos da própria empresa, conforme inicia a busca por candidatos para suceder o presidente do conselho e presidente-executivo A.G. Lafley, segundo fontes familiares com a situação.

Entre os veteranos da P&G que são considerados como parte do planejamento do processo de sucessão estão Fabrizio Freda, que ficou duas décadas na companhia antes de se tornar presidente-executivo da Estee Lauder, e Susan Arnold, antiga presidente da unidade de negócios globais, que é agora uma parceira operacional na empresa de private equity Carlyle Group.

Lafley também avalia de perto a performance de alguns outros diretores para ver o potencial que eles têm para sucedê-lo, disseram as fontes.

Esses executivos incluem Melanie Healey, presidente para América do Norte, David Taylor, presidente para produtos de cuidado do lar, Deborah Henretta, presidente global para produtos de beleza, Martin Riant, presidente para produtos de bebês, e Giovanni Ciserani, presidente para produtos de tratamento de tecido.

A P&G não quis comentar ou liberar executivos para dar entrevistas.

Lafley, de 66 anos, já havia sido presidente-executivo da empresa entre 200 e 2009, mas saiu da aposentadoria após seu sucessor, Bob MacDonald, ter sido substituído abruptamente no ano passado, em meio a pressões de investidores que se preocupavam com as perspectivas de crescimento e com o preço da ação.

(Por Nadia Damouni, Olivia Oran e Phil Wahba)