Alemanha e França batem previsões e impulsionam crescimento da zona do euro

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014 11:12 BRST
 

Por Martin Santa

BRUXELAS, 14 Fev (Reuters) - Um crescimento ligeiramente melhor que o esperado na Alemanha e na França fortaleceram um pouco a recuperação da zona do euro no quarto trimestre e oferece potencial para um 2014 mais robusto, embora com riscos.

Dados publicados nesta sexta-feira mostraram que a economia da zona do euro cresceu 0,3 por cento nos três meses até dezembro ante o trimestre anterior. Isso superou ligeiramente as expectativas do mercado de uma expansão de 0,2 por cento.

A economia de 9,5 trilhões de euros já tinha saído no segundo trimestre de sua mais longa recessão desde a adoção da moeda única, mas um desemprego em níveis recordes, riscos econômicos externos, austeridade fiscal e uma inflação baixa contiveram a recuperação.

A agência de estatísticas da UE publicará um detalhamento dos números no dia 5 de março, mas analistas disseram que o crescimento no quarto trimestre foi impulsionado principalmente por exportações e investimentos.

Um sinal positivo foi que pela primeira vez em quase três anos todas as seis maiores economias da zona do euro registraram crescimento trimestral.

A Alemanha, a maior economia da Europa, viu seu crescimento acelerar para 0,4 por cento no trimestre graças a um aumento em exportações e investimentos de capital fixo, ante 0,3 por cento nos três meses anteriores.

A economia francesa cresceu 0,3 por cento e a agência de estatísticas INSEE revisou para cima o número do terceiro trimestre para estabilidade ante recuo de 0,1 por cento.

Isso significa que a França cresceu 0,3 por cento durante o ano anterior, mais que a estimativa do governo de 0,1 por cento.   Continuação...