Seca leva Agroconsult a reduzir projeção de safra de soja a 90,8 mi t

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014 17:21 BRST
 

SÃO PAULO, 14 Fev (Reuters) - A seca das últimas semanas em importantes regiões produtoras de soja do Brasil levou a consultoria Agroconsult a reduzir nesta sexta-feira sua estimativa para a safra 2013/14 para 90,8 milhões de toneladas, ante 91,6 milhões de toneladas anteriormente.

"Perdas na Bahia, Piauí, Minas Gerais, São Paulo, leste de Goiás e norte do Paraná já estão consolidadas em 2,4 milhões de toneladas e, caso as condições climáticas não favoreçam, há possibilidade de perdas maiores", disse a consultoria, em nota.

Por outro lado, as lavouras de Mato Grosso, principal produtor de soja do país, estão em condições excelentes. A Agroconsult elevou em 1,6 milhão de toneladas sua projeção para a safra do Estado, com viés de alta.

A estimativa da Agroconsult está próxima do número mais recente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), que apontou nesta semana a produção de soja na atual temporada em 90,33 milhões de toneladas.

Apesar da redução na previsão, o Brasil ainda deverá registrar um crescimento importante na produção de soja em 13/14, contando com um plantio recorde e boas produtividades em Mato Grosso, o principal produtor da oleaginosa no país.

A previsão é de uma produção de 28,4 milhões de toneladas em Mato Grosso, alta 21 por cento em relação à safra passada.

Na safra anterior, o Brasil produziu 81,5 milhões de toneladas de soja.

As revisões fazem parte das avaliações preliminares da expedição técnica Rally da Safra, organizada pela Agroconsult, que está percorrendo as regiões produtoras de soja ao longo do primeiro trimestre deste ano.

No trecho da viagem acompanhando pela Reuters, no início do mês, os técnicos encontraram produtividades recordes nas lavouras de Mato Grosso.

(Por Gustavo Bonato)