Controladora da Brookfield fará oferta para tirar empresa da bolsa

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014 18:52 BRST
 

RIO DE JANEIRO, 14 Fev (Reuters) - A controladora da incorporadora imobiliária Brookfield Incorporações optou por realizar uma oferta pública de aquisição de ações (OPA) para retirá-la da bolsa de valores, em uma operação que pode ter um giro de até 429,8 milhões de reais.

O preço máximo a ser pago pela controladora Brookfield Brasil Participações aos minoritários será de 1,60 real por ação, prêmio de até 29 por cento sobre o preço de fechamento do papel da companhia nesta sexta-feira.

Nesta quarta-feira, a ação da incorporadora subiu 5,08 por cento, a 1,24 real, com a segunda maior alta entre os papéis que integram a carteira teórica do Ibovespa, que teve valorização de 0,81 por cento.

A OPA terá por objeto até a totalidade das 268.609.272 ações da Brookfield em circulação no mercado.

A Brookfield vem acumulando uma série de prejuízos nos últimos trimestres, com o cancelamento de projetos e revisão de orçamentos. No terceiro trimestre de 2013, a empresa teve prejuízo de 53,2 milhões de reais.

(Por Juliana Schincariol)