Bouygues faz baixa contábil de US$1,9 bi referente a fatia na Alstom

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014 07:49 BRT
 

PARIS, 17 Fev (Reuters) - A francesa Bouygues disse nesta segunda-feira que fará uma baixa contábil de 1,4 bilhão de euros (1,9 bilhão de dólares) referente a seu investimento na Alstom para refletir as previsões mais fracas de fluxo de caixa da fabricante de trens e turbinas.

A baixa contábil reduz o valor da participação da Alstom no balanço da Bouygues em cerca de 31 por cento, para 3,079 bilhões de euros. A fatia aparecerá nas demonstrações financeiras do quarto trimestre e a redução não terá impacto no caixa da Bouygues ou em seu desempenho operacional, disse o conglomerado que tem atividades em áreas que vão da construção a telecomunicações.

A Bouygues é a maior acionista da Alstom com uma participação de 29,4 por cento. A companhia vai divulgar seus resultados anuais em 26 de fevereiro.

A Alstom disse no mês passado que a fraqueza persistente na demanda por novas usinas térmicas estava pesando sobre suas perspectivas de fluxo de caixa livre e margem operacional.

"Este anúncio levou a uma deterioração significativa nas previsões de fluxo de caixa feitas pelos analistas financeiros, um item usado pela Bouygues para determinar as valorizações em relação as quais testa o valor contábil do investimento na Alstom em suas demonstrações financeiras consolidadas", disse a Bouygues.

A Bouygues acrescentou que não reconhecerá qualquer lucro ou prejuízo referente a seu investimento na Alstom para o quarto trimestre.

(Por Natalie Huet)