Acesso da Fiat ao caixa da Chrysler é limitado por dividendos e métricas de dívida

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014 09:04 BRT
 

MILÃO, 17 Fev (Reuters) - A endividada montadora italiana Fiat disse nesta segunda-feira que seu acesso ao caixa da subsidiária norte-americana Chrysler, que passou a controlar totalmente no mês passado, está restrito por um limite sobre dividendos da unidade e covenants (métricas de dívida).

Parte da motivação para o grupo tomar o controle total da unidade em um acordo de 4,35 bilhões de dólares era dar à Fiat acesso as finanças da Chrysler para que pudesse investir em novos modelos e recuperar as operações deficitárias na Europa.

Analistas levantaram preocupações sobre o aumento da dívida da Fiat e sua habilidade de financiar uma estratégia que irá mudar o foco da montadora para suas marcas Maserati e Alfa Romeo, para substituir a excessiva dependência dos mercados de massa, com baixa margem.

Em resposta a um pedido de esclarecimento do regulador de mercado italiano Consob, a Fiat disse que além do limite, o pagamento de dividendos está sujeito a uma condição de que a liquidez da Chrysler fique acima de 3 bilhões de dólares.

A empresa disse que a liquidez da montadora norte-americana totalizava 14,7 bilhões de dólares no fim de 2013.

A Fiat também disse que financiamentos internos estão limitados por covenants, que exigem a aprovação da maioria de membros independentes do Conselho de Administração da Chrysler.

A montadora italiana afirmou, porém, que tem recursos suficientes para financiar suas atividades.

(Por Agnieszka Flak)