Regulador espanhol multa Santander por venda de bônus conversíveis

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014 13:51 BRT
 

MADRI, 17 Fev (Reuters) - O regulador do mercado espanhol multou o Santander, o maior banco da zona do euro em valor de mercado, em um total de 16,9 milhões de euros (23,1 milhões de dólares) sobre a venda de bônus conversíveis a clientes em 2007.

O regulador do mercado de ações CNMV disse que o Santander cometeu duas infrações graves por não fornecer aos clientes informações suficientes sobre o instrumento, que levantou 7 bilhões de euros (9,6 bilhões de dólares) em duas semanas, e determinou duas multas por conta disso.

O Santander disse nesta segunda-feira que a Suprema Corte da Espanha concordou em ouvir seu recurso contra a multa. O banco disse que o instrumento tinha o apoio da autoridade reguladora quando foi introduzido em 2007.

O CNMV não quis comentar.

O bônus estava pagando um retorno fixo de 4,8 por cento até ser convertido em ações do Santander em 2012, quando o preço das ações do banco estava pairando perto de sua mínima histórica.

A penalidade só será válida depois que o processo de recurso for finalizado.

(Por Tracy Rucinski)

 
Fachada de uma agência do banco Santander, em Madri. O regulador do mercado espanhol multou o Santander, o maior banco da zona do euro em valor de mercado, em um total de 16,9 milhões de euros (23,1 milhões de dólares) sobre a venda de bônus conversíveis a clientes em 2007. 11/10/2013.REUTERS/Juan Medina