Produção e vendas de aço bruto recuam no Brasil em janeiro

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014 16:17 BRT
 

SÃO PAULO, 17 Fev (Reuters) - A produção brasileira de aço bruto teve este ano o pior resultado para o mês de janeiro desde 2010, enquanto as vendas no mercado interno ficaram estagnadas, mostraram dados do Instituto Aço Brasil divulgados nesta segunda-feira.

O setor produziu 2,738 milhões de toneladas de aço bruto no mês passado, queda de 1,4 por cento sobre um ano antes. O resultado foi pressionado por queda de 24 por cento em semi-acabados e de 2 por cento em laminados planos, e minimizado por alta de 4,2 por cento em aços longos.

Na comparação com dezembro, a produção de aço bruto de janeiro subiu 3 por cento.

Além da queda na produção, as vendas no mercado interno em janeiro encolheram 0,7 por cento sobre o mesmo mês de 2013, para 1,764 milhão de toneladas.

Segundo o IABr, o consumo aparente nacional de produtos siderúrgicos --medida que inclui a vendas internas mais importações menos exportações-- foi de 2,1 milhões de toneladas em janeiro, alta de 1,7 por cento sobre um ano antes

E apesar do cenário cambial em que produtores consideram mais desfavorável às importações, as compras do Brasil de aço produzido no exterior saltaram quase 12 por cento em volume sobre janeiro do ano passado, para 311 mil toneladas.

Enquanto isso, as exportações do setor caíram quase 14 por cento na comparação anual, para 804,5 mil toneladas, em um momento em que os produtores locais de aço reduzem vendas externas para focar no mercado interno, mais rentável.

As ações das produtoras de aço exibiam forte queda na bolsa paulista nesta segunda-feira. Às 16h12, a preferencial da Usiminas recuava cerca de 4 por cento e a ordinária da CSN exibia baixa perto de 3 por cento. Gerdau, maior produtora de aços longos das Américas, tinha queda de 1,8 por cento. O Ibovespa perdia 0,83 por cento.

(Por Alberto Alerigi Jr.)