Novo uso de minério de ferro pela China sustenta demanda

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014 11:21 BRT
 

CINGAPURA, 18 Fev (Reuters) - As siderúrgicas chinesas e traders estão comprando mais minério de ferro para usar como garantia para obter empréstimos, ajudando as importações e estoques da matéria-prima a desafiar as expectativas de desaceleração na demanda no maior consumidor do mundo.

O uso crescente de minério de ferro para o financiamento explica porque a China está mantendo seu apetite voraz até mesmo enquanto uma desaceleração da economia ameaça conter a demanda por aço.

Commodities como cobre e borracha têm sido comumente usados ​​para financiamento na China, mas o aperto de Pequim para empréstimos nos setores com excesso de capacidade, como o de aço, tornou mais difícil garantir empréstimos bancários, estimulando a demanda de financiamento para o minério de ferro, de acordo com fontes da indústria familiarizadas com a prática.

Importações chinesas robustas estão sustentando preços e planos de expansão das principais mineradoras como a Vale, Rio Tinto e BHP Billiton.

Mas há também o risco de que Pequim poderia reprimir a prática e tirar uma grande fatia da demanda rapidamente.

"Eu acho que algumas siderúrgicas e traders não poderiam deixar de importar minério de ferro, porque uma vez que eles pararem, vão perder o seu apoio financeiro pelos bancos", disse um trader de minério de ferro em Tianjin, no norte da China, um importante porto de entrega de minério de ferro para o país.

As importações de minério de ferro da China atingiram um recorde de 86,8 milhões de toneladas em janeiro, superando o recorde anterior de 77,8 milhões de toneladas há apenas dois meses.

O aumento nos embarques também inflou os estoques nos portos chineses para um ponto mais alto acima de 100 milhões de toneladas, o que sugere que o consumo real no mercado interno não foi nada rápido.

(Por Manolo Serapio Jr.)