Odebrecht fará oferta para construção de gasoduto de US$2,5 bi no Peru

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014 20:59 BRT
 

SÃO PAULO, 18 Fev (Reuters) - A Odebrecht competirá em junho por um contrato de 2,5 bilhões de dólares para a construção de um gasoduto no Peru, disse nesta terça-feira o principal executivo da empresa para a América Latina.

"Eu acho que nós entregamos a proposta em junho", disse o presidente da Odebrecht Infraestrutura, Luiz Mameri, em entrevista à Reuters.

O gasoduto de mil quilômetros é parte fundamental do plano do presidente Ollanta Humala para modernizar a matriz energética e sustentar o crescimento da demanda no Peru.

O gás transportado dos campos de Camisea nos Andes irá abastecer usinas termoelétricas e futuramente um polo petroquímico 3,5 bilhões de dólares na costa sul peruana no Pacífico.

O projeto está quase nove meses atrasado. O governo peruano espera decidir sobre o negócio em 30 de junho.

A Odebrecht tinha em carteira um plano para construir um gasoduto no sul do Peru. Mas demorou para executá-lo, e o governo decidiu em 2013 licitar um projeto similar.

(Reportagem de Esteban Israel)