Itaúsa registra lucro líquido consolidado de R$1,818 bi no 4º tri

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014 09:13 BRT
 

SÃO PAULO, 19 Fev (Reuters) - A Itaúsa registrou um lucro líquido consolidado de 1,818 bilhões de reais no quarto trimestre de 2013, alta de 60 por cento sobre o valor registrado em igual período 2012, informou a holding de empresas do grupo Itaú nesta quarta-feira.

O resultado foi divulgado após o banco Itaú ter informado um lucro líquido recorde de 4,646 bilhões de reais no quarto trimestre.

No acumulado de 2013, a holding, que também controla a Duratex, Elekeiroz e Itautec, teve lucro líquido consolidado de 6,011 bilhões de reais, alta de 24,3 por cento sobre o acumulado de 2012.

Em apresentação, a companhia disse que o lucro decorrente das empresas que controla, registrado via equivalência patrimonial recorrente, somou 6,23 bilhões de reais em 2013, puxado principalmente pelo resultado da área de Serviços Financeiros, que cresceu 23,8 por cento, e da empresa de insumos para a construção civil e marcenaria Duratex, que subiu 25,2 por cento.

Já o resultado próprio da Itaúsa ficou negativo em 161 milhões de reais no ano, ante resultado negativo de 206 milhões de reais em 2012, numa melhora puxada pela redução das despesas financeiras em função da liquidação integral das captações da companhia.

Na véspera, o Conselho de Administração da Itaúsa informou a aprovação de um aumento de capital de 525 milhões de reais com emissão de novas ações para subscrição particular.

Os recursos da operação serão usados para reforçar o capital de giro da empresa e manter um nível adequado de liquidez, disse a Itaúsa.

Na noite de terça, o Conselho também divulgou a aprovação do pagamento de juros sobre capital próprio complementares, no valor de 0,17660 por ação, para acionistas com base na companhia nesta quarta-feira.

No total, a companhia aprovou a destinação de 1,53 bilhão de reais para pagamento de dividendos e juros sobre capital próprio pagos ou provisionados, além de 616,8 milhões de reais referentes ao adicional de juros sobre capital próprio provisionados.

(Por Marcela Ayres)