Petrobras inicia produção em poço do pré-sal com 33 mil b/d

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014 13:45 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 20 Fev (Reuters) - A Petrobras informou nesta quinta-feira que iniciou no campo de Sapinhoá, no pré-sal da Bacia de Santos, a produção em um novo poço com vazão de 33 mil barris por dia, um nível comparado ao poços que mais produzem no Brasil e bem acima da média mundial.

O próximo poço produtor no mesmo campo deverá ser interligado à plataforma até o final do primeiro trimestre, disse a estatal em comunicado ao mercado.

A estatal está preparando a conexão de vários poços no pré-sal de Santos, nos campos de Sapinhoá e Lula Nordeste, que entraram em operação no ano passado.

O "ramp-up" desses campos atrasou com atraso de fornecedores e desafios para explorar a nova fronteira petrolífera.

A previsão da estatal era mesmo começar a conexão de novos poços nessas áreas até o final de março, disse recentemente à Reuters uma fonte com conhecimento direto do assunto.

O plano é conectar um total de nove poços (entre produtores e injetores) em Sapinhoá e 11 em Lula Nordeste, de modo que cada um deles atinja capacidade prevista de 120 mil barris diários em seu pleno funcionamento.

A Petrobras vai aumentar a produção neste ano com a operação de projetos atrasados e a entrada de plataformas previstas no cronograma de 2014, com pelo menos nove sistemas novos de produção ou em fase de crescimento ("ramp-up"), afirmaram duas fontes ligadas à estatal.

O poço 9-SPS-77A, no campo de Sapinhoá, está interligado ao FPSO Cidade de São Paulo por um modo pioneiro de conexão à plataforma, cujo sistema tem sustentação em uma boia submersa ancorada com peso de 1,9 mil toneladas.

O sistema foi construído e instalado pela empresa Subsea 7. A instalação da boia, que tem capacidade para comportar dutos de três poços produtores e dois injetores, começou em julho de 2013.

"Esse trabalho enfrentou e superou diversas dificuldades, devido às condições meteorológicas no período de inverno e ao pioneirismo do projeto", afirmou a Petrobras em comunicado ao mercado.

(Reportagem de Sabrina Lorenzi)

 
Um homem trabalha na plataforma offshore Cidade Angra dos Reis no campo de Lula, a cerca de 300 km da costa do Rio de Janeiro. A Petrobras informou nesta quinta-feira que iniciou no campo de Sapinhoá, no pré-sal da Bacia de Santos, a produção em um novo poço com vazão de 33 mil barris por dia, um nível comparado ao poços que mais produzem no Brasil e bem acima da média mundial. 16/02/2011 REUTERS/Sergio Moraes