Brasil abre 29.595 vagas formais em janeiro, abaixo do esperado

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014 14:26 BRT
 

BRASÍLIA, 20 Fev (Reuters) - O Brasil registrou abertura de 29.595 vagas de trabalho em janeiro, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado pelo Ministério do Trabalho nesta quinta-feira, em resultado bem abaixo do esperado.

Pesquisa da Reuters feita com analistas de mercado mostrou que a mediana das expectativas era de abertura de 50 mil vagas, com as projeções variando entre 11 mil e 60 mil novos postos.

Em dezembro, haviam sido fechadas 449.444 postos com carteira assinada no total.

O setor de comércio foi o único que registrou fechamento de vagas em janeiro, de 78.118, segundo o ministério por motivos sazonais. Entre os outros setores, o destaque ficou para a indústria de transformação, com criação de 38.516 postos de trabalho segundo dados sem ajuste.

Em outro dado sobre o mercado de trabalho, o IBGE informou nesta quinta-feira que a taxa de desemprego brasileira subiu em janeiro a 4,8 por cento, mas o aumento foi menor que o esperado e a renda da população teve leve alta.

Em 2013, a geração líquida de vagas no mercado de trabalho foi de 730,6 mil no ano sem ajuste e de 1,1 milhão no dado com ajuste (que conta admissões feitas após o prazo para o envio das informações ao Ministério do Trabalho).

Esses dados ajudaram o país a encerrar o ano passado com taxa de desemprego de 4,3 por cento, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Com a economia fraca e inflação alta em ano de eleição, o governo conta com o desempenho do mercado de trabalho e a continuidade da renda para gerar fatores positivos, capazes de neutralizar os focos de insatisfação.

(Reportagem de Nestor Rabello)