Royal Bank of Scotland deve reduzir quadro de funcionários em até 25%

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014 07:47 BRT
 

LONDRES, 21 Fev (Reuters) - O Royal Bank of Scotland fará novos cortes em suas atividades de banco de investimento e em operações internacionais que, juntamente com outros planos de venda, podem reduzir o número de funcionários em até um quarto, afirmaram quatro fontes familiarizadas com o assunto.

O novo presidente-executivo Ross McEwan vai apresentar o resultado de sua revisão estratégica do negócio com os resultados anuais do banco, na próxima quinta-feira.

A expectativa é que ele revele que o banco irá dar foco a empréstimos a famílias e empresas britânicas, curvando-se à pressão de parlamentares que querem que a instituição se concentre em empréstimos domésticos.

O RBS, que atualmente emprega 120 mil funcionários, deve cortar entre 20 mil e 30 mil postos de trabalho como resultado da reestruturação.

O banco já havia anunciado planos para se desfazer de seu negócio norte-americano Citizens, vendo 18.500 empregos sair do grupo e a venda de 315 filiais renomeadas como Williams & Glynn, que irá reduzir o número de funcionários em 4.500.

(Por Matt Scuffham)