Operadora de TV a cabo Charter dos EUA busca novas aquisições

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014 17:07 BRT
 

21 Fev (Reuters) - A Charter Communications, cuja proposta para assumir a Time Warner Cable foi frustrada no início do mês, planeja crescer sua base de assinantes por meio de mais aquisições, disse seu presidente-executivo em teleconferência com analistas nesta sexta-feira.

O presidente-executivo da Charter, Tom Rutledge, fez algumas observações sobre a tentativa frustrada de adquirir a Time Warner Cable .

"Não obstante tudo o que aconteceu, ainda estamos interessados ​​em adquirir sabiamente assinantes por meio de fusões e aquisições, quando houver oportunidade", disse o presidente-executivo Tom Rutledge, comentando a tentativa frustrada de compra da Time Warner Cable.

A Charter fez uma proposta de 37,3 bilhões de dólares pela empresa, mas a Comcast ofereceu 45,2 bilhões dólares.

Rutledge não quis comentar quando perguntado se estava preocupado com o tamanho da Comcast, que já é a maior provedora a cabo dos Estados Unidos, se os reguladores permitirem a compra da Time Warner Cable.

Na sexta-feira, a Charter, quarta maior operadora dos Estados Unidos, informou que teve lucro líquido de 39 milhões de dólares, ou 0,35 dólar por ação, no quarto trimestre, em comparação com uma perda de 40 milhões de dólares, ou 0,41 dólar por ação, um ano antes. A receita trimestral cresceu 12,3 por cento, para 2,15 bilhões dólares.

Analistas esperavam um lucro de 0,24 dólar por ação e receita de 2,16 bilhões de dólares, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

(Por Soham Chatterjee em Bangalore e Jennifer Saba em Nova York