Ibovespa fecha no azul pelo quarto pregão consecutivo

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014 18:46 BRT
 

SÃO PAULO, 24 Fev (Reuters) - A Bovespa fechou praticamente estável nesta segunda-feira, após ter operado em baixa em grande parte do dia por notícias desanimadoras da China e perspectivas mais modestas para o crescimento do PIB brasileiro.

O Ibovespa subiu 0,03 por cento, a 47.393 pontos, no quarto pregão seguido de variação positiva. O giro financeiro do pregão foi de 4,72 bilhões de reais.

O índice chegou a subir 0,33 por cento à tarde, mas devolveu parte dos ganhos e se descolou de Wall Street, cujos principais índices avançavam quando a bolsa paulista fechou.

"O que puxou o desempenho para baixo foi a Vale. Aparentemente o mercado está trabalhando com performance ruim da empresa no quarto trimestre, por impacto da adesão ao (programa de refinanciamento de dívidas tributárias) Refis", afirmou o sócio da Órama Investimentos Álvaro Bandeira.

A mineradora, que divulga seus resultados trimestrais na quarta-feira, foi a maior pressão de baixa sobre o Ibovespa. Suas ações preferenciais caíram 2,78 por cento, a 29,76 reais, enquanto as ordinárias perderam 2,72 por cento, a 33,67 reais.

Por outro lado, os papéis da Petrobras tiveram a maior influência positiva no índice. As ações preferenciais da estatal subiram 2,47 por cento, a 14,50 reais, enquanto as ordinárias tiveram alta de 1,79 por cento, a 13,64 reais. A petroleira divulga seu balanço na terça-feira.

Economistas de instituições financeiras reduziram a previsão de expansão anual do PIB brasileiro pela terceira semana seguida, a 1,67 por cento, conforme revelado pela pesquisa Focus do Banco Central nesta segunda.

Também no front doméstico, a Fundação Getúlio Vargas divulgou que o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) caiu 1,7 por cento em fevereiro ante janeiro, para o menor patamar desde 2009.

"A questão fiscal ainda pesa e o Focus não veio bem hoje de novo", disse à Reuters o analista Thiago Montenegro, da Quantitas Asset Management.   Continuação...