China deve ter entrada de capital relativamente grande em 2014

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014 10:16 BRT
 

PEQUIM, 25 Fev (Reuters) - A China deve ter uma entrada líquida relativamente grande de capital neste ano, embora a redução pelo banco central dos Estados Unidos de seu programa de estímulo possa ajudar a aliviar algumas pressões, afirmou nesta terça-feira o regulador cambial do país.

O ambiente econômico global melhor em 2014 e os esforços da China para avançar com as reformas devem continuar a atrair entrada de capital, disse a Administração Estatal de Câmbio.

O banco central e reguladores da China têm tentado deter ondas de entrada de dinheiro que ganharam força no ano passado uma vez que as taxas do mercado monetário doméstico e os rendimentos dos títulos avançaram e o iuan continuou a se apreciar lentamente.

O regulador cambial espera que o fluxo de capital vindo do exterior se torne mais volátil nos próximos meses.

"Especialmente quando a redução do estímulo acontece gradualmente, o ritmo de aumento de recursos sobrando para o câmbio pode arrefecer ou mesmo cair", disse a entidade em relatório, referindo-se ao programa de compra de títulos do Federal Reserve.

O BC e bancos comerciais da China comparam 272,9 bilhões de iuanes (44,75 bilhões de dólares) em moeda estrangeira em base líquida em dezembro de 2013, o quinto mês de compras líquidas desde agosto, indicando entrada líquida de capital.

(Reportagem de Xiaoyi Shao e Jonathan Standing)