25 de Fevereiro de 2014 / às 15:54 / em 4 anos

Even espera 2o semestre para divulgar lançamentos para 2014

Trabalhadores em um canteiro de obras na Avenida Paulista. A construtora e incorporadora Even deve divulgar apenas no começo do segundo semestre os lançamentos de empreendimentos esperados para 2014, afirmaram executivos da companhia nesta terça-feira. 29/11/2013 REUTERS/Nacho Doce

SÃO PAULO (Reuters) - A construtora e incorporadora Even deve divulgar apenas no começo do segundo semestre os lançamentos de empreendimentos esperados para 2014, afirmaram executivos da companhia nesta terça-feira.

A decisão foi tomada para a empresa obter uma melhor definição sobre o cenário da economia brasileira este ano, cujas perspectivas de crescimento têm sido reduzidas por economistas.

“A capacidade operacional e financeira para lançar mais do que em 2013 nós temos dentro de casa”, disse o presidente da Even, Carlos Eduardo Terepins, em teleconferência com analistas.

“A decisão de qual será o volume vai se dar ao longo do início do segundo semestre, levando em conta como está o mercado imobiliário e a absorção de produtos colocados.”

Segundo Terepins, a absorção da oferta do estoque da empresa nos primeiros meses do ano foi similar à observada em igual etapa do ano passado.

“Entretanto, tenho que assinalar que a gente não lançou nada até agora, nossos primeiros lançamentos vão ocorrer no mês de março, quando vamos ter uma aferição melhor do mercado”, observou o executivo.

Na véspera, a Even divulgou um lucro líquido ajustado de 86,5 milhões de reais no quarto trimestre, recuo de 11 por cento na comparação com o mesmo período de 2012, mas acima das estimativas obtidas pela Reuters de lucro de 80,1 milhões de reais no período.

O diretor financeiro da companhia, Dany Muszkat, afirmou durante a teleconferência que a companhia espera uma geração de caixa maior em 2014 ante 2013. No ano passado, a companhia teve geração de caixa de 3,7 milhões de reais, após ter iniciado o ano esperando consumir recursos, disse.

Ele acrescentou que a empresa não conta com nenhum aumento real de preços para manter a margem bruta na casa dos atuais 33 por cento.

Às 12h45, as ações da companhia subiam 0,81 por cento, diante de recuo do 0,96 por cento do Ibovespa.

“A Even divulgou resultados acima das expectativas, que devem ser bem vistos pelo mercado”, afirmou o analista do Merrill Lynch Guilherme Vilazante em relatório, chamando a atenção para maior controle de despesas e maiores receitas no quarto trimestre.

O BofA disse esperar melhoria nas margens líquidas nos próximos trimestres, diante de aumento da presença de projetos iniciados em 2011, que contam com melhores margens, e diminuição da exposição em lançamentos feitos antes de 2009.

“Na nossa opinião, a combinação entre ganhos sólidos e com relativo baixo risco e um preço barato para os papéis torna a Even uma de nossas ações preferidas do setor”, avaliou o BTG Pactual, em relatório da equipe do analista Marcello Milman.

Também na segunda-feira, a companhia anunciou a aprovação de um programa de aquisição de até 4,8 por cento dos papéis ordinários em circulação no mercado, com validade até 25 de fevereiro de 2015, além do pagamento de dividendos de 67 milhões de reais referentes ao exercício de 2013.

Nas contas do BTG, os dois desembolsos somados implicariam remuneração para os acionistas de cerca de 9 por cento sobre o preço de fechamento dos papéis na segunda-feira. No acumulado do ano, a ação da Even acumula perda de 9,57 por cento.

Por Marcela Ayres

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below