February 26, 2014 / 1:07 AM / 3 years ago

Lucro da Petrobras recua a R$6,3 bi no 4º tri, mas vem acima da expectativa

4 Min, DE LEITURA

RIO DE JANEIRO, 25 Fev (Reuters) - A Petrobras registrou lucro líquido de 6,281 bilhões de reais no quarto trimestre de 2013, resultado que ficou acima das estimativas do mercado, beneficiado pelo aumento dos preços dos combustíveis no Brasil, informou a companhia nesta terça-feira.

O lucro, entretanto, recuou 18,9 por cento na comparação com o mesmo período de 2012. O mercado esperava, segundo média das cinco estimativas de bancos de investimentos obtidas pela Reuters, um lucro líquido de 5,41 bilhões de reais.

A Petrobras reajustou duas vezes o preço da gasolina e três vezes o valor do óleo diesel no ano passado.

O Ebitda ajustado (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) subiu 30 por cento em relação ao mesmo período do ano anterior, para 15,55 bilhões de reais, em linha com a expectativa do mercado.

No ano de 2013, o lucro líquido cresceu 11 por cento, para 23,6 bilhões de reais, com impulso dos reajustes dos combustíveis.

Um "significativo aumento da produção de derivados" e "expressivos resultados de redução de custos e aumento de produtividade", bem como pelos ganhos com as operações de venda de ativos, também colaboraram para o crescimento do ganho anual, disse a presidente da estatal, Maria das Graças Foster, em nota.

O Programa de Otimização de Custos Operacionais gerou uma economia de 6,6 bilhões de reais em 2013, superando a meta de 3,9 bilhões de reais estabelecida para o ano, disse a presidente da estatal. Já as vendas de ativos totalizaram 8,5 bilhões de reais no ano de 2013, acrescentou ela, lembrando que desde a reestruturação do programa de desinvestimentos, em 2012, foram concluídas 21 operações que somaram 23,4 bilhões de reais.

Apesar dos reajustes dos combustíveis, a Petrobras continuou apresentando prejuízo na divisão de Abastecimento, uma vez que segue vendendo combustíveis no mercado interno a preços menores do que os de compra no exterior.

No quatro trimestre, as perdas líquidas da divisão foram de 5,46 bilhões de reais, ante 5,65 bilhões de reais no mesmo período do ano anterior. O prejuízo em Abastecimento no ano caiu para 17,76 bilhões de reais, contra 22,9 bilhões de reais em 2012.

"A melhora do resultado refletiu os reajustes nos preços do diesel e da gasolina ocorridos desde junho de 2012 e o maior processamento nas refinarias, ocasionando a redução do volume de derivados importados no mix de vendas, compensados parcialmente pelos maiores custos com aquisição/transferência de petróleo", disse a CEO em nota.

Com a defasagem de preços de combustíveis e tendo de cumprir um plano de investimento gigante para elevar sua produção, a dívida de longo prazo da companhia cresceu 38 por cento, para 249,038 bilhões de reais.

Por conta do aumento da dívida, da depreciação cambial e da adesão ao programa de refinanciamento de dívidas tributárias (Refis), a Petrobras registrou despesas financeiras líquidas de 3 bilhões de reais no quato trimestre, ante ganho financeiro líquido de 2,8 bilhões de reais no mesmo período de 2012.

Nesta terça-feira, a Petrobras atualizou o seu plano de investimento quinquenal 2014-2018 para 220,6 bilhões de dólares.

O valor ficou abaixo do teto previsto no plano de negócios anterior (2013-2017), que projetava investimentos de 236,7 bilhões de dólares.

Por Sabrina Lorenzi e Roberto Samora

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below