Coca-Cola Femsa tem vendas maiores no trimestre, lucro cai com aquisições

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014 14:55 BRT
 

CIDADE DO MÉXICO, 26 Fev (Reuters) - Uma série de recentes aquisições ajudou a impulsionar o volume de vendas no quarto trimestre da Coca-Cola Femsa, a maior engarrafadora de Coca-Cola da América Latina, mas o custo dos financiamentos dos negócios afetou fortemente seu lucro.

A Coca-Cola Femsa disse nesta quarta-feira que seu lucro trimestral caiu 29 por cento, afetado por um aumento nos custos de financiamentos, que foi agravado por um peso mais fraco.

A companhia divulgou lucro de 3,066 bilhões de pesos (234 milhões de dólares) para o período entre outubro e dezembro, abaixo dos 4,320 bilhões de pesos no mesmo período do ano anterior.

A engarrafadora teve despesas de financiamento de 1,9 bilhão de pesos, acima dos 611 milhões de pesos um ano antes, enquanto a dívida líquida aumentou mais de seis vezes para 45,2 bilhões de pesos.

A maior parte do aumento da dívida se deu por aquisições no Brasil, disse a empresa.

Um recuo no valor do peso em relação ao dólar também contribuiu para os custos de financiamento maiores, já que cerca de vinte por cento de sua dívida é em dólar.

A Coca-Cola Femsa, uma joint venture entre a Coca-Cola e a varejista mexicana Femsa, teve uma onda de aquisições no ano passado no México, Filipinas e Brasil.

Estes negócios ajudaram a empresa a reportar um aumento de 8,5 por cento na receita para 43,24 bilhões de pesos e volumes de vendas maiores para Coca-Cola, água engarrafada e sucos.

Excluindo as aquisições no Brasil e no México, os volumes de vendas caíram 1,1 por cento, disse a companhia.

(Por Elinor Comlay)