27 de Fevereiro de 2014 / às 14:08 / em 4 anos

Nível de reservatórios de hidrelétricas do Sudeste cai abaixo de 35%

SÃO PAULO, 27 Fev (Reuters) - O nível dos reservatórios das hidrelétricas no Sudeste/Centro Oeste do país, principal para abastecimento de energia elétrica no Brasil, caiu para abaixo de 35 por cento de armazenamento, volume inferior à estimativa do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) para o término de fevereiro.

Um funcionário da Sabesp na represa de Jaguary em Bragança Paulista. O nível dos reservatórios das hidrelétricas no Sudeste/Centro Oeste do país, principal para abastecimento de energia elétrica no Brasil, caiu para abaixo de 35 por cento de armazenamento, volume inferior à estimativa do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) para o término de fevereiro. 31/01/2014 REUTERS/Nacho Doce

O nível das represas no Sudeste/Centro-Oeste estão a 34,91 por cento de armazenamento, ante previsão do ONS de que fechasse o mês a 35,7 por cento, segundo dados do ONS fechados na quarta-feira, mantendo a trajetória de queda verificada desde janeiro, em pleno período úmido.

Do início janeiro até agora, o nível das represas do Sudeste caiu mais de 8 pontos percentuais, diante de chuvas muito abaixo da média histórica e forte consumo de energia pelas altas temperaturas, que elevam o uso de equipamentos de refrigeração.

O nível dos reservatórios do Sudeste do país ainda não está no patamar registrado ao final de fevereiro de 2001, ano de racionamento, quando terminou em 33,45 por cento, mas agentes do setor já admitem que é preciso ações de incentivo à economia voluntária de energia.

Especialistas do setor e o governo dizem ser preciso aguardar até o fim de abril, quando termina o período úmido, para definir se haverá a necessidade de decretar um racionamento de energia formal.

Embora o sistema elétrico atualmente tenha maior capacidade de geração de energia em relação ao cenário de 2001, as térmicas estão praticamente todas acionadas e o país depende de chuvas em março e abril capazes de elevar o nível das represas no Sudeste a cerca de 43 por cento --o que segundo o ONS garantiria o fornecimento de energia ao longo do ano.

Para que isso aconteça é preciso que chova o equivalente a cerca de 76 por cento da média histórica para esses meses.

O ONS divulga na sexta-feira as previsões para as chuvas e nível dos reservatórios em março.

Os reservatórios do Sul do país estão atualmente a 37,1 por cento de armazenamento, o que indica que também devem fechar o mês abaixo da previsão do ONS, de estarem a 41,9 por cento. No Nordeste, as represas estão a 42,26 por cento, acima da estimativa de fecharem o mês a 41,5 por cento. Já no Norte, os reservatórios estão a 80,88 por cento, acima da estimativa de fechamento do mês do ONS, que é de 80,2 por cento.

Por Anna Flávia Rochas

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below