Chinesa COFCO diz que comprará 51% na trading agrícola Nidera

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014 14:21 BRT
 

Por Naveen Thukral e Denny Thomas

CINGAPURA/HONG KONG, 28 Fev (Reuters) - A maior trading de grãos da China, a COFCO , disse que está em processo de compra de 51 por cento na trading holandesa Nidera, em um negócio que irá dar ao país mais populoso do mundo acesso direto a fornecimento de cereais e oleaginosas na América do Sul.

A estatal COFCO, cujo anúncio confirmou reportagem da Reuters publicada na quinta-feira, não informou o valor do negócio, mas uma pessoa próxima do assunto disse que a operação colocava o valor da Nidera em 4 bilhões de dólares, incluindo dívida.

Além da questão de segurança alimentar, a primeira grande compra da COFCO de uma trading no exterior pode sinalizar uma ambição chinesa de criar uma trading global para competir com as gigantes japonesas, norte-americanas e europeias que já atuam no setor.

A COFCO já diversificou suas atividades para a outra ponta da cadeia de grãos com o processamento de grãos e criação de suínos.

Nos últimos anos, a empresa também expandiu para alimentos com marca, estabelecendo uma plataforma para vender comida processada e embalada para consumidores chineses, sempre preocupados com questões de segurança alimentar, além vender produtos de ponta como vinhos, chocolates e óleos de cozinha.

A Nidera ajudará a empresa chinesa a aumentar seu alcance, já que a holandesa é produtora e comercializadora de commodities agrícolas com operações em mais de 20 países, incluindo Brasil e Argentina.

Em nota, o presidente da COFCO, Yu Xubo, disse que a Nidera tem força de originação de grãos no Brasil, Argentina, Europa central e que sua rede de comércio internacional pode "ampliar a malha de negócios global da COFCO e oferecer novas oportunidades de expansão."

As vendas da Nidera superam 33 milhões de toneladas, incluindo cereais, oleaginosas, óleos comestíveis, farelo de soja, insumos agrícolas, produtos de bioenergia e entregas futuras. O comunicado da COFCO disse que as vendas anuais da Nidera são de mais de 17 bilhões de dólares.

(Reportagem adicional de Christine Stebbins em Chicago, Sara Webb em Amsterdam e Dominique Patton em Pequim)