Setores de serviços e indústria da China divergem em fevereiro, mostram PMIs

segunda-feira, 3 de março de 2014 09:41 BRT
 

Por Adam Rose

PEQUIM, 3 Mar (Reuters) - O setor de serviços da China retomou alguma força em fevereiro, mas a indústria do país mostrou dificuldades, mostraram pesquisas separadas nesta segunda-feira, com a divergência ampliando a dificuldade em avaliar a força da economia no início de 2014.

O Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) oficial de serviços avançou para a máxima em três meses, a 55,0 em fevereiro, enquanto o PMI de indústria do Markit/HSBC caiu para 48,5, no terceiro mês seguido de queda.

Esses números seguiram-se ao PMI oficial de indústria no sábado, que caiu para a mínima de oito meses de 50,2, pouco acima da marca de 50 que separa contração de expansão.

"É uma desaceleração liderada pelo investimento doméstico. Você vê exportações fortes, então a demanda externa está bem", disse Wei Yao, economista do Société Générale.

"Se for para acreditar no PMI, o setor de serviços não está tão ruim, mas... a indústria, ou o setor de forte investimento, não está tão bem".

O PMI de serviços do Markit Economics com o HSBC será divulgado na quarta-feira. Os PMIs do Markit/HSBC cobrem empresas menores e privadas, enquanto os oficiais incluem empresas maiores e estatais.