Draghi destaca que inflação está "bem abaixo" da meta

segunda-feira, 3 de março de 2014 15:08 BRT
 

Por Martin Santa

BRUXELAS, 3 Mar (Reuters) - A inflação na zona do euro está "bem abaixo" da meta do Banco Central Europeu e quanto mais tempo permanecer em tal nível baixo, mais difícil será fazê-la voltar à meta, disse o presidente do BCE, Mario Draghi, nesta segunda-feira.

Em declarações preparadas para parlamentares europeus, Draghi afirmou que o compromisso do BCE em garantir estabilidade de preço está refletido no fato de as expectativas de inflação de médio e longo prazo "permanecerem firmemente ancoradas".

Entretanto, em uma sessão a seguir de perguntas e respostas, ele afirmou que a inflação corre o risco de se enraizar em níveis baixos.

"No momento temos um nível de inflação que está bem abaixo de 2 por cento", disse Draghi ao Comitê de Assuntos Econômicos e Monetários do Parlamento Europeu na sessão de perguntas e respostas.

"Sabemos que quanto mais tempo ela ficar no nível atual, mais alto será o risco de não voltar a 2 por cento em um período razoável --em outras palavras, mais longo será o risco de as expectativas de inflação poderem ser realmente desancoradas, e não queremos isso."

A inflação anual na zona do euro está em 0,8 por cento --bem abaixo da meta do BCE de pouco abaixo de 2 por cento. Isso levantou especulações de que o banco poderia tomar uma ação para resistir à ameaça de deflação.

O BCE realiza na quinta-feira sua reunião de política, mas pesquisa da Reuters projeta que não haverá corte da taxa de juros.

Draghi determinou dois casos que poderiam provocar nova ação: uma deterioração no cenário de inflação de médio prazo e um aperto "não justificado" dos mercados monetários de curto prazo.

Em suas declarações preparadas, Draghi disse que a zona do euro está "claramente avançando na direção correta --o copo está ao menos meio cheio".

(Reportagem adicional de Eva Taylor e Leika Kihara)

 
O presidente do BCE, Mario Draghi, no começo de uma reunião entre ministros das finanças da zona do euro, em Bruxelas. A inflação na zona do euro está "bem abaixo" da meta do Banco Central Europeu e quanto mais tempo permanecer em tal nível baixo, mais difícil será fazê-la voltar à meta, disse Draghi nesta segunda-feira. 17/02/2014 REUTERS/Francois Lenoir