Ações recuam na Europa com tensões na Ucrânia

segunda-feira, 3 de março de 2014 15:25 BRT
 

Por Francesco Canepa

3 Mar (Reuters) - Investidores europeus se assustaram nesta segunda-feira com a intervenção militar da Rússia na vizinha Ucrânia, o que arrastou o índice da zona do euro Euro STOXX 50 para sua maior queda diária desde junho.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações do continente, terminou com queda de 2,2 por cento, a 1.318 pontos, recuo mais forte desde 24 de janeiro, quando preocupações econômicas e políticas provocaram ansiedade em relação a ativos de mercados emergentes.

Já o Euro STOXX 50 perdeu 3 por cento, para 3.053 pontos, maior queda desde 20 de junho de 2013.

Empresas expostas à região, como o austríaco Raiffeisen Bank International, foram as mais afetadas.

"Investidores haviam subestimado os riscos de uma escalada na Ucrânia, então os eventos no fim de semana são um chamado para o mercado", disse David Thebault, chefe de vendas quantitativas do Global Equities.

Os bancos estavam entre os que mais caíram liderados pelo recuo de 9,6 por cento do Raiffeisen, que tem a maior exposição à Ucrânia entre as blue chips europeias.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em queda de 1,49 por cento, a 6.708 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX perdeu 3,44 por cento, para 9.358 pontos.   Continuação...

 
Operadores em suas mesas na frente do painel do índice DAX na bolsa de Frankfurt. Investidores europeus se assustaram nesta segunda-feira com a intervenção militar da Rússia na vizinha Ucrânia, o que arrastou o índice da zona do euro Euro STOXX 50 para sua maior queda diária desde junho. 03/03/2014 REUTERS/Remote/Stringer