Vale retoma trabalho para projeto de níquel no Canadá

segunda-feira, 3 de março de 2014 19:13 BRT
 

TORONTO, 3 Mar (Reuters) - A unidade canadense da mineradora brasileira Vale retomou os trabalhos para seu projeto de níquel Copper Cliff Deep, na bacia de Sudbury, e espera concluir um estudo de viabilidade antes do final do ano, disse um executivo nesta segunda-feira.

Estima-se que o custo de construção do projeto some algo em torno de 1 bilhão de dólares, e poderia ser uma das unidades com menor custo de operação, disse o vice-presidente de operações da Vale de Ontário e Reino Unido, Kelly Strong.

Se for à frente, Copper Cliff poderia dar outro impulso para a bacia de Sudbury, no norte de Ontário, onde a Vale recentemente abriu Totten, a primeira nova mina no local em mais de 40 anos.

O projeto, que poderia unir e expandir o que são agora duas minas separadas, foi suspenso em decorrência da crise financeira de 2008.

Em 2010, a Vale Canada disse que estava reavaliando o projeto, mas não iniciou obras.

As três primeiras etapas poderia Copper Cliff poderia iniciar a produção dentro de dois a três anos, disse Strong à Reuters.

A aprovação final dependerá do conselho da Vale, no Brasil.

Strong, que comanda as operações da Vale na bacia de Sudbury, também rejeitou as expectativas do setor de que a brasileira chegaria a um acordo no início deste ano com a produtora rival e trading Glencore Xstrata para unir os seus projetos de níquel adjacentes do Canadá.

"No ano passado tivemos algumas conversas", disse ele. "Tínhamos o compromisso de uma nova reunião e em 2014, mas isso ainda não ocorreu, e não há realmente nada de novo para relatar neste momento."

O preço do níquel já começou a subir este ano. Atualmente é comercializado a cerca de 14.600 dólares por tonelada, um aumento de ante os 13.900 dólares por tonelada do final de 2013, depois que a Indonésia impôs uma proibição em janeiro para exportações de minerais brutos.

(Por Allison Martell e Euan Rocha)