Plano orçamentário de Obama busca US$5,3 tri em redução de déficit

terça-feira, 4 de março de 2014 14:14 BRT
 

WASHINGTON, 4 Mar (Reuters) - O orçamento fiscal de 2015 do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, busca manter vivas as esperanças de uma grande redução de déficit ao afirmar que aumentos tributários e propostas de gastos, junto com ações anteriores, levarão a economias de 5,3 trilhões de dólares ao longo de 10 anos.

O pedido de orçamento, cuja maior parte será ignorada pelo Congresso, propõe economias de cerca de 1,4 trilhão de dólares no período de 2015 a 2024 em saúde, fim de isenções fiscais para milionários e reforma da imigração.

Ele estima que os investimentos em infraestrutura, educação e crédito tributário expandido para a classe pobre trabalhadora reduzirá o déficit em mais 127 bilhões de dólares ao longo da década, e a aprovação da reforma de imigração resultará em mais 158 bilhões de dólares.

No total, o orçamento de Obama mostra déficits anuais permanecendo entre 400 bilhões e 500 bilhões de dólares na maior parte da década, chegando a benignos 1,6 por cento do Produto Interno Bruto em 2024.

(Reportagem de David Lawder)

 
Obama faz uma pausa enquanto responde uma pergunta sobre a situação na Ucrânia, após comentar sobre o orçamento em Washington. O orçamento fiscal de 2015 do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, busca manter vivas as esperanças de uma grande redução de déficit ao afirmar que aumentos tributários e propostas de gastos, junto com ações anteriores, levarão a economias de 5,3 trilhões de dólares ao longo de 10 anos. 04/03/2014 REUTERS/Jonathan Ernst