Chinesa CNPC abrirá seis áreas de negócios a investidores privados

quarta-feira, 5 de março de 2014 08:45 BRT
 

PEQUIM, 5 Mar (Reuters) - A China National Petroleum Corporation (CNPC) planeja abrir seis áreas de negócios a investidores privados, disse o presidente do Conselho de Administração da companhia nesta quarta-feira, duas semanas depois que a rival Sinopec abriu seu negócio de varejo de petróleo a parceiros não estatais.

Pequim está pressionando suas gigantes de setores como energia e telecomunicações a se tornarem mais eficientes atraindo investidores não estatais.

O presidente do Conselho Zhou Jiping disse que a CNPC, maior grupo de energia do país, buscará investimento conjunto com setores não estatais para a construção de oleodutos, extração de recursos não convencionais de petróleo e gás e construção de complexos petroquímicos e de refino.

Os negócios da companhia de exploração e produção no exterior e as operações financeiras também estarão abertos a investimentos, disse Zhou a repórteres nos bastidores da sessão parlamentar anual em Pequim.

Zhou não disse qual é o tamanho das fatias que a CNPC está pronta para vender nos negócios, acrescentando que decisões como estas terão de vir da diretoria.

"Cada segmento destes negócios é diferente. Tal plano será executado categoria por categoria", disse Zhou.

(Por Chen Aizhu)