Em dia de baixo volume, dólar cai 1,08% ante o real com cena externa

quarta-feira, 5 de março de 2014 17:10 BRT
 

Por Bruno Federowski

SÃO PAULO, 5 Mar (Reuters) - O dólar fechou em queda de mais de 1 por cento e voltou ao patamar de 2,31 reais nesta quarta-feira, num dia marcado pelo baixo volume de negócios após dois dias de mercado fechado devido ao Carnaval e em meio à relativa tranquilidade nas praças financeiras globais.

A moeda norte-americana recuou 1,08 por cento, a 2,3197 reais na venda, menor nível de fechamento desde 10 de dezembro, quando fechou a 2,3087 reais. Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de 450 milhões de reais, menos de um terço do volume diário médio de fevereiro, de 1,6 bilhão de dólares.

"Num dia de baixo volume que nem hoje, qualquer operação pontual gera um grande impacto sobre as cotações", disse o operador da corretora Intercam Glauber Romano.

O baixo volume de negociações acentuava o viés de depreciação do dólar visto em boa parte dos mercados emergentes, devido à relativa trégua nas preocupações com a crise na Ucrânia que têm pressionado as praças financeiras globais desde o início da semana.

A moeda norte-americana recuava contra moedas de países em desenvolvimento, como o rand sul-africano, o peso mexicano e a lira turca.

"O risco global está um pouco menor hoje. Houve um susto com a situação da Ucrânia, mas o movimento foi e voltou muito rápido", disse o economista-chefe da Gradual Investimentos, André Perfeito. "Além disso, o mercado está se acomodando após o Carnaval."

Nesta quarta-feira, o Banco Central não fez leilão de swaps cambiais --equivalentes a venda futura de dólares-- de sua programada atuação diária. A autoridade monetária retomará essas intervenções na quinta-feira.

Os investidores também aguardavam a divulgação, na quinta-feira, da ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do BC, em busca de pistas sobre os próximos passos da Selic, atualmente em 10,75 por cento. No mercado de juros futuros, a expectativa majoritária é de mais uma alta de 0,25 ponto percentual na taxa básica de juros em abril, quando o BC se reúne novamente.