Telecom Italia retira pagamento de dividendos; alcança meta de corte de dívida

sexta-feira, 7 de março de 2014 08:20 BRT
 

MILÃO, 7 Mar (Reuters) - A Telecom Italia não irá pagar dividendos de 2013 aos detentores de ações ordinárias para ter mais caixa e fazer necessários investimentos na rede, disse a empresa nesta sexta-feira, embora a maior companhia de telecomunicações da Itália tenha conseguido atingir sua meta de redução da dívida.

Para o próximo ano, na esteira de sinais de recuperação da economia italiana e melhora na competição no mercado de telefonia móvel, a Telecom Italia disse que irá pagar dividendos a todos os acionistas, o que não ocorrerá neste ano.

"Os resultados do ano financeiro de 2013, especialmente os sinais do último trimestre, tanto em relação à redução da dívida quanto à performance no mercado doméstico, nos deixam otimistas para 2014", disse o presidente-executivo Marco Patuano em um comunicado.

A empresa, cujo plano de negócios é baseado na venda de ativos não essenciais e investimento em redes mais rápidas, disse que a dívida líquida ajustada caiu em 1,467 bilhões de euros (2,03 bilhões de dólares), para 26,807 bilhões de euros no fim de dezembro, alcançando sua meta e ficando acima das expectativas de analistas.

A receita e lucro ficaram em linha com as estimativas, enquanto os negócios no mercado doméstico viram a queda nas receitas no quarto trimestre desacelerar, recuando 7,7 por cento, ante 9,1 por cento no trimestre anterior.

A performance operacional irá se recuperar gradualmente apesar de maior pressão nas receitas de voz por usuário e incertezas sobre a estabilidade das receitas, disse o grupo.

Em 2013, as vendas domésticas em queda e a desvalorização do real levaram as receitas a terem uma queda orgânica de 5,2 por cento, para 23,4 bilhões de euros, enquanto o Ebitda orgânico caiu 7,6 por cento, para 9,7 bilhões de euros.

As receitas e lucros no Brasil, onde a empresa controla a TIM Participações, subiram em moeda local.

(Por Danilo Masoni)