7 de Março de 2014 / às 13:48 / 3 anos atrás

Reservatórios de hidrelétricas do Sudeste não apresentam recuperação na semana

Vista do coletor de água no sistema de abastecimento de água da Cantareira na represa de Jaguari em Joanópolis. Os reservatórios das hidrelétricas no Sudeste/Centro-Oeste, os principais para o abastecimento de energia do país, estão fechando a semana em nível praticamente estável ao registrado ao final de fevereiro, apesar da estimativa de que as chuvas pudessem ajudar em uma recuperação nesse período. 21/02/2014Paulo Whitaker

SÃO PAULO, 6 Mar (Reuters) - Os reservatórios das hidrelétricas no Sudeste/Centro-Oeste, os principais para o abastecimento de energia do país, estão fechando a semana em nível praticamente estável ao registrado ao final de fevereiro, apesar da estimativa de que as chuvas pudessem ajudar em uma recuperação nesse período.

O nível das represas dessa região está em 34,68 por cento, conforme dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) fechados na quinta-feira, nível praticamente idêntico aos 34,7 por cento verificados na quinta-feira da semana passada.

A expectativa do ONS era de que essas represas chegassem a 35,9 por cento nesta sexta-feira, segundo dados divulgados ao final da semana passada, que apontava para melhora nas condições de chuva nessa primeira semana do mês.

Após as chuvas de março, o ONS espera que as represas do Sudeste cheguem ao nível de 38,3 por cento, em 4 de abril, nível considerado preocupante para agentes do setor.

Desde o início do ano, período úmido em que as chuvas deveriam abastecer os reservatórios das hidrelétricas, o nível das represas no Sudeste caiu 8,5 pontos percentuais, elevando a geração termelétrica acionada, os preços de energia de curto prazo e os riscos de um racionamento de energia neste ano.

Segundo o presidente da Bolt Comercializadora, Érico Evaristo, a expectativa é de que chova nos próximos 3 a 4 dias nas bacias dos rios Grande e Paranaíba. Porém, as chuvas tendem a reduzir depois desse período.

"Vamos ter um mês de março (com chuvas) dentro da normalidade. Mas como o sistema vem de uma situação crítica, para aliviar um pouco, teríamos que ter um março excepcional", disse ele, que considera que o preço de energia de curto prazo (Preço de Liquidação de Diferenças - PLD) no Sudeste/Centro -Oeste, continue no teto regulatório, a 822,83 reais por megawatt-hora (MWh) pelo menos até a semana que termina em 28 de março.

No Sul, o nível dos reservatórios nesta semana subiu de 37,18 por cento para 39,75 por cento, acima da previsão do ONS de que fechasse a semana a 38,9 por cento. No Nordeste, o nível passou de 42,19 por cento na última quinta-feira para 42,09 por cento. No Norte, o armazenamento atual está em 82,06 por cento ante 80,92 por cento na quinta-feira passada.

O ONS divulga nesta sexta-feira as previsões de chuvas para a próxima semana e a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) divulgará o PLD.

Acompanhe o nível dos reservatórios das hidrelétricas em e

Por Anna Flávia Rochas

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below