FCStone reduz estimativa de safra de soja do Brasil a 87,5 mi t

sexta-feira, 7 de março de 2014 12:47 BRT
 

SÃO PAULO, 7 Mar (Reuters) - A consultoria INTL FCStone reduziu nesta sexta-feira sua estimativa para a safra brasileira de soja em 2013/14 para 87,5 milhões de toneladas, ante 90,2 milhões da projeção de fevereiro, citando redução de produtividade por problemas climáticos no país.

"Na reta final da colheita, o clima pesou na produtividade da safra brasileira", disse a consultoria, em nota.

A FCStone aponta perdas em Estados como Paraná, Goiás, Mato Grosso do Sul e Bahia.

"No Paraná, conforme a colheita foi avançando no último mês, as produtividades decepcionaram os produtores. Muitas lavouras do norte e noroeste do Estado enfrentaram um período de seca prolongada, prejudicando o potencial produtivo", disse a FCStone.

A produção do Estado, segundo maior produtor do país, é vista agora em 15,44 milhões de toneladas, perda de mais de 1 milhão de toneladas ante a estimativa de 16,58 milhões da projeção de fevereiro.

Na contramão, a consultoria elevou ligeiramente sua previsão para Mato Grosso, maior Estado produtor, que deverá colher 26,15 milhões de toneladas, ante 25,98 milhões da projeção de fevereiro, "mesmo com as chuvas abundantes das últimas semanas, que acabaram prejudicando o andamento da colheita".

"A produtividade (de Mato Grosso) deve ficar próxima da média do ano passado, mas os produtores podem enfrentar problemas por causa da umidade do grão já colhido", disse a FCStone.

Já no Rio Grande do Sul, a safra segue em boas condições de desenvolvimento, o que deve resultar em uma produção de 13,55 milhões de toneladas. A projeção anterior da FCStone era de 13,93 milhões de toneladas.

(Por Gustavo Bonato)