Minério de ferro e aço despencam na China com dúvidas sobre demanda

sexta-feira, 7 de março de 2014 12:50 BRT
 

Por Manolo Serapio Jr

CINGAPURA, 7 Mar (Reuters) - Os contratos futuros do aço e do minério de ferro na China caíram a mínimas históricas e o mercado físico de minério fechou a segunda semana consecutiva de quedas, refletindo preocupações de que a demanda no maior consumidor mundial das duas commodities não deve acelerar uma vez que o governo planeja uma expansão econômica com menores investimentos.

A Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma disse ao Parlamento na quarta-feira que o governo buscará um crescimento de 17,5 por cento em investimentos em ativos fixos neste ano, ritmo mais lento em 12 anos.

Pequim também está aumentando a campanha para combater a poluição, com planos de fechar siderúrgicas pouco eficientes, o que pode reduzir a demanda por minério de ferro.

"Não há realmente nenhum fator positivo para estimular o mercado de aço na China. A expectativa para a economia não é boa e a campanha antipoluição está focada no setor de aço", disse um operador em Tianjin.

O contrato outubro do vergalhão na bolsa de Xangai SRBV4 fechou a sexta-feira com queda de 2 por cento e chegou a atingir sua menor cotação durante a sessão. O contrato encerrou a terceira semana consecutiva em queda.

Já os contratos de minério de ferro com entrega em setembro na bolsa de Dalian DCIOU4 recuaram até o limite diário de 3,9 por cento, atingindo o menor patamar desde que a bolsa lançou os futuros em outubro do ano passado.

Os preços do minério de ferro no mercado físico chinês tiveram mais uma semana de recuo.

Nesta sexta-feira o minério com teor de 62 por cento de ferro .IO62-CNI=SI caiu 2,3 por cento, a 114,20 dólares por tonelada. Na semana, o indicador compilado pelo Steel Index acumulou perdas de 3,3 por cento, somando-se às perdas de 3,5 por cento da semana anterior.   Continuação...