Tesouro antecipa R$1,2 bi para ajudar distribuidoras de energia

sexta-feira, 7 de março de 2014 22:18 BRT
 

Por Anna Flávia Rochas

SÃO PAULO, 7 Mar (Reuters) - O Tesouro Nacional antecipará 1,2 bilhão de reais para cobrir os maiores custos das distribuidoras com a compra de energia mais cara em janeiro, devido ao acionamento das usinas termelétricas, informou o governo federal nesta sexta-feira.

A medida dá um alívio às distribuidoras de energia, mas não resolve totalmente o problema, já que representa cerca da metade da real necessidade de ajuda por essas empresas referentes apenas ao mês de janeiro, disse à Reuters uma fonte do setor com conhecimento dos valores.

Os recursos serão repassados via Conta de Desenvolvimento Energético (CDE).

Para a cobertura deste montante, o Tesouro Nacional antecipará recursos já previstos no Orçamento deste ano para a CDE, que totalizam 9 bilhões de reais, segundo informaram o Ministérios de Minas e Energia e da Fazenda em comunicado.

Os recursos orçamentários deveriam cobrir outras responsabilidades da CDE ao longo do ano, conforme informado anteriormente, e não o custo maior da energia de curto prazo.

O desembolso antecipado deverá gerar um impacto no resultado fiscal do setor público, em um momento em que o governo tenta recuperar a credibilidade da sua política fiscal.

Por outro lado, com essa decisão o governo evita o repasse total dos custos maiores para as tarifas cobradas dos cosumidores, o que pressionaria a inflação.

"O governo continua avaliando as alternativas de solução para as demais situações enfrentadas pelo setor elétrico, inclusive para os próximos meses, e deverá anunciar as devidas providências, com a brevidade que o caso requer", informou em comunicado.   Continuação...