Avião desaparecido da Malásia pode ter se desintegrado no ar, diz fonte

domingo, 9 de março de 2014 16:59 BRT
 

KUALA LUMPUR/PHU QUOC ISLAND, Vietnã, 9 Mar (Reuters) - Autoridades que investigam o desaparecimento do avião da Malaysia Airlines com 239 pessoas a bordo suspeitam de um desintegração em pleno voo, disse uma fonte sênior neste domingo, enquanto o Vietnã informou ter encontrado possíveis destroços da aeronave.

A agência internacional de polícia Interpol confirmou que ao menos dois passaportes registrados nos arquivos como perdidos ou roubados foram usados por passageiros no voo.

Uma porta-voz da Interpol disse que uma verificação de todos os documentos utilizados para embarcar no avião havia revelado mais "passaportes suspeitos" que estavam sendo mais investigados. Ela não soube detalhar quantos ou de que país ou países eram estes documentos.

Cerca de 48 horas após o último contato com o voo MH370, o seu destino ainda é cercado de mistério. O chefe da Força Aérea da Malásia disse que o avião com destino a Pequim pode ter se desviado de sua rota programada antes de desaparecer dos radares.

"O fato de não termos encontrado quaisquer destroços até agora parece indicar que a aeronave provavelmente pode ter se desintegrado a cerca de 35.000 pés", uma fonte envolvida nas investigações na Malásia, à Reuters.

Se o avião tivesse mergulhado intacto dessa altura, rompendo-se apenas no impacto com a água, as equipes de busca deveriam encontrar uma quantidade bastante concentrada de destroços, disse a fonte, em condição de anonimato, porque não foi autorizada a falar publicamente sobre a investigação.

A fonte falou pouco antes das autoridades vietnamitas dizerem que um avião militar tinha avistado um objeto, que suspeitava que fosse parte do avião desaparecido.

Questionado sobre a possibilidade de ter havido uma explosão, como uma bomba, a fonte disse que não havia ainda nenhuma evidência de que tenha acontecido um ataque e que a aeronave poderia ter se partido devido a problemas mecânicos.

Dezenas de embarcações militares e civis têm cruzando as águas no trajeto da aeronave, mas não encontraram nenhum traço confirmado do avião perdido, embora vestígios de óleo no mar tenham sido registrados no sul do Vietnã e leste da Malásia.   Continuação...