Wall Street fecha em queda por dados da China e Boeing

segunda-feira, 10 de março de 2014 18:23 BRT
 

Por Rodrigo Campos

NOVA YORK, 10 Mar (Reuters) - As ações dos Estados Unidos fecharam em queda nesta segunda-feira, diante de dados fracos da China e das mais recentes dificuldades enfrentadas pela Boeing.

O índice Dow Jones caiu 0,21 por cento, para 16.418 pontos, o índice Standard & Poor's 500 perdeu 0,05 por cento, a 1.877 pontos e o índice Nasdaq fechou em queda de 0,04 por cento, para 4.334 pontos.

Anúncios de fusões e aquisições, assim como notícias relacionadas ao Facebook e à Alexion Pharma, mantiveram o S&P e o Nasdaq praticamente inalterados.

As exportações chinesas recuaram 18,1 por cento em fevereiro, ante expectativas de alta de 6,8 por cento, revertendo o saldo da balança comercial para déficit. O resultado elevou temores de desaceleração na segunda maior economia do mundo.

"Há razões para um pouco de cautela no mercado. Há um pouco de realização de lucros", afirmou o chefe de alocação de ativos da ING Investment Management, Paul Zemsky.

"Mas os números não se mostram tão persuasivos a me fazer vender ações dos EUA", ele disse. "O impacto (da China) tem que ir além do que a gente já espera dos mercados emergentes", emendou.

O papel da Boeing perdeu 1,3 por cento, para 126,89 dólares, após mais um revés na produção das novas aeronaves da empresa. A Boeing informou que rachaduras foram descobertas nas asas de cerca de 40 Dreamliners 787 atualmente em produção.

Além disso, o desaparecimento de uma aeronave produzida pela Boeing ajudou a deprimir as ações.   Continuação...