Produção industrial no Brasil sobe 2,9% em janeiro, acima do esperado, mas ainda gera cautela

terça-feira, 11 de março de 2014 12:20 BRT
 

Por Rodrigo Viga Gaier e Camila Moreira

RIO DE JANEIRO/SÃO PAULO, 11 Mar (Reuters) - Com destaque para o setor de bens de capital, a produção industrial brasileira iniciou o ano em recuperação ao avançar 2,9 por cento em janeiro sobre o mês anterior, resultado melhor do que o esperado mas ainda insuficiente para reverter a contração vista em dezembro.

De acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira, a alta mensal de janeiro foi o melhor resultado em um ano. Mas não compensou o recuo de 3,7 por cento em dezembro, número revisado após divulgação anterior de queda de 3,5 por cento.

"A indústria terminou mal o ano de 2013 e 2014 mostra melhora de ritmo no primeiro mês. Foi importante, mas não recupera o saldo perdido no fim do ano. Precisa de mais consistência", avaliou o economista do IBGE André Macedo, explicando que nos dois últimos meses do ano passado a produção acumulou queda de 4,3 por cento.

Na comparação com o mesmo mês de 2013, a produção industrial registrou queda de 2,4 por cento em janeiro.

Os resultados foram melhores do que as expectativas em pesquisa da Reuters, cujas medianas apontavam alta de 2,50 por cento na base mensal e recuo de 3,40 por cento na comparação anual.

"Ainda que o resultado tenha surpreendido, é precipitado comemorar. A indústria permanece afastada dos níveis de produção pré-crise...sendo que contou, até o ano passado, com fortes incentivos fiscais do governo", disse a economista da CM Capital Markets, em nota, Jessica Strasburg.

CAMINHÕES

De acordo com o IBGE, entre as categorias de uso o destaque em janeiro foi Bens de Capital, uma medida de investimento, que avançou 10 por cento ante dezembro, melhor resultado desde junho de 1997 (14,5 por cento), devido principalmente à retomada da produção de caminhões.   Continuação...

 
Um funcionário monta um carro da Ford em uma linha de montagem da fábrica da companhia em São Bernardo do Campo. Com destaque para o setor de bens de capital, a produção industrial brasileira iniciou o ano em recuperação ao avançar 2,9 por cento em janeiro sobre o mês anterior, resultado melhor do que o esperado mas ainda insuficiente para reverter a contração vista em dezembro. 13/08/2013 REUTERS/Nacho Doce