ThyssenKrupp encerrará divisão de equipamentos ferroviários

terça-feira, 11 de março de 2014 09:50 BRT
 

FRANKFURT (Reuters) - A alemã ThyssenKrupp disse nesta terça-feira que vai encerrar seu negócio de equipamentos ferroviários, que foi prejudicado por envolvimento em um cartel, depois de não conseguir garantir a venda da divisão de ferrovias e construção.

A ThyssenKrupp afirmou que as ofertas pela divisão Ferroviária e de Construção, que compreende a ThyssenKrupp GfT Gleistechnik (de material ferroviário) e a ThyssenKrupp Bautechnik (de equipamentos de construção), não foram altas o suficiente.

A empresa disse que o encerramento das deficitárias atividades de equipamentos ferroviários resultará no fechamento parcial e na venda de fábricas, afetando até 260 funcionários.

A agência federal da Alemanha de combate a cartéis multou quatro empresas - ThyssenKrupp, duas unidades de Voestalpine e a alemã Vossloh - um total de 124,5 milhões de euros (172,8 milhões de dólares) em 2012, pela fixação do preços de vias férreas.

A ThyssenKrupp disse nesta terça-feira que o negócio de equipamentos ferroviários não tinha perspectivas de crescimento no mercado alemão e estava sob extrema pressão de custos.

As operações de equipamentos de construção, que a ThyssenKrupp afirmou serem rentáveis, continuarão, mas após uma revisão de estratégia.