McDonald's diminui lucro operacional no Brasil em 2013

terça-feira, 11 de março de 2014 13:24 BRT
 

SÃO PAULO, 11 Mar (Reuters) - A Arcos Dorados, maior franquia do McDonald's do mundo, viu o lucro operacional no Brasil cair 2,5 por cento em 2013, a 188,4 milhões de dólares, impactado pela variação cambial no período.

Quando desconsiderado o efeito da variação do real, o lucro operacional no país subiu 8 por cento, menor taxa de crescimento entre todas as regiões onde a companhia atua.

A empresa abriu 81 lojas do McDonald's no país em 2013, encerrando o ano com 812 pontos. Segundo a Arcos Dorados, a adição ajudou a elevar as receitas brasileiras em 2,5 por cento, a 1,842 bilhão de dólares - 45,7 por cento do total vendido pela rede no ano. Apesar da expansão, o crescimento na receita brasileira também foi inferior ao avanço de 6,2 por cento registrado pela empresa globalmente.

Excluído o impacto das moedas, o faturamento cresceu 13,3 por cento no Brasil e 16,7 por cento em todos os países da América Latina e Caribe onde a companhia opera.

A Arcos Dorados, que não informa o lucro líquido obtido por região, viu o resultado da última linha do balanço cair pela metade em 2013, a 53,9 milhões de dólares, ante 114,3 milhões de dólares em 2012.

Em comunicado, a empresa atribuiu o resultado a perdas cambiais e maiores despesas com juros decorrentes da reestruturação de sua dívida.

Para 2014, a companhia prevê abrir menos lojas. A expectativa é de 90 restaurantes adicionais, ante 130 em 2013, quando o total de pontos chegou a 2.062 unidades.

O número não considera o número de quiosques de sobremesas e McCafés. Em 2013, foram abertos 317 quiosques e 20 McCafés, elevando o total operado por cada um desses modelos para 2.259 e 348 pontos, respectivamente.

(Por Marcela Ayres, edição Alberto Alerigi Jr.)

 
Um totem do McDonald's visto em Del Mar, Califórnia. A Arcos Dorados, maior franquia do McDonald's do mundo, viu o lucro operacional no Brasil cair 2,5 por cento em 2013, a 188,4 milhões de dólares, impactado pela variação cambial no período. 16/04/2013 REUTERS/Mike Blake