MAN planeja cortes de custo para triplicar lucro no médio prazo

quarta-feira, 12 de março de 2014 11:14 BRT
 

MUNIQUE (Reuters) - A alemã MAN planeja mais que triplicar o lucro da divisão de caminhões no médio prazo, em parte através de cortes de custos, depois que o grupo como um todo divulgou uma forte queda nos resultados de 2013.

A divisão de caminhões e ônibus da MAN, que responde por metade do lucro da companhia, está buscando elevar o lucro operacional para mais de 800 milhões de euros ao ano no médio prazo, ante 288 milhões de euros em 2013.

O chefe da divisão de caminhões, Anders Nielsen, disse que este crescimento virá de cortes de custos e de melhorias na administração de recursos, como resultado da MAN ser parte da Volkswagen. Ele não quis detalhar mais os planos.

"Precisamos melhorar a lucratividade para financiar o crescimento futuro", disse Nielsen nesta quarta-feira, descartando demissões. "Temos alguma lição de casa para fazer."

A MAN, que também fabrica turbinas e motores a diesel, disse que o lucro operacional de 2013 caiu para 475 milhões de euros ante 969 milhões no ano anterior, pouco acima da menor previsão, de 454 milhões de euros, em pesquisa da Reuters com analistas.

O lucro no ano passado foi caiu 286 milhões de euros (396,58 milhões de dólares) devido a provisões na divisão de engenharia de força do grupo, relacionadas a problemas em um projeto para construir usinas elétricas movidas a diesel.

A MAN espera divulgar um lucro operacional "distintamente maior" este ano ante 2013. "Estamos agora olhando para frente", disse o presidente-executivo, Georg Pachta-Reyhofen. "Estou cautelosamente otimista em relação a 2014."

As vendas do grupo incluindo ganhos das vendas de turbinas e motores a diesel podem cair levemente abaixo dos 15,7 bilhões de euros divulgados para 2013, disse a companhia.