Conab reduz safra de soja do Brasil em 5% por clima adverso

quarta-feira, 12 de março de 2014 13:58 BRT
 

Por Alonso Soto e Gustavo Bonato

BRASÍLIA/SÃO PAULO, 12 Mar (Reuters) - O governo brasileiro reduziu sua projeção para a safra 2013/14 de soja no país em 5 por cento, para 85,44 milhões de toneladas, informou nesta quarta-feira a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), citando problemas climáticos em vários Estados.

A projeção de fevereiro era de 90,01 milhões de toneladas.

A estimativa da Conab é agora uma das mais baixas do mercado, mas o governo indicou que novas revisões para baixo são improváveis nos próximos levantamentos mensais, com a colheita já em estágio avançado.

Diversas consultorias privadas projetam a colheita na faixa de 86-89 milhões de toneladas, enquanto o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) estima 88,5 milhões de toneladas.

"No Paraná, desde praticamente a época do plantio, a lavoura foi duramente afetada pela ausência de chuvas e elevadas temperaturas", disse a Conab, em seu sexto levantamento para a temporada.

"Em Mato Grosso do Sul, a lavoura... vem apresentando problemas relacionados ao atraso decorrente da coincidência da colheita com as chuvas. Em Goiás, a cultura... sofreu forte influência do clima, com a escassez de chuvas, associado à incidência de ataques de pragas e de doenças", destacou a companhia.

Para a próxima estimativa da Conab, em abril, o Ministério da Agricultura espera uma manutenção da projeção para a soja, ou até "recuperar alguma coisa" devido a melhorias nas condições climáticas em Mato Grosso e Rio Grande do Sul, na avaliação do secretário de Política Agrícola, Neri Geller.

Apesar da redução da estimativa, o Brasil ainda teria uma colheita recorde de soja, superando a da safra anterior, de 81,5 milhões de toneladas.   Continuação...

 
Vista de uma plantação de soja na cidade de Primavera do Leste. O governo brasileiro reduziu sua projeção para a safra 2013/14 de soja no país em 5 por cento, para 85,44 milhões de toneladas, informou nesta quarta-feira a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), citando problemas climáticos em vários Estados. 07/02/2013 REUTERS/Paulo Whitaker