Aporte de R$1,2 bi às distribuidoras de energia será pago em até 5 anos

quarta-feira, 12 de março de 2014 13:25 BRT
 

BRASÍLIA, 12 Mar (Reuters) - O secretário executivo do Ministério de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, afirmou nesta quarta-feira que o aporte de 1,2 bilhão de reais da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) às distribuidoras de energia será pago pelos consumidores em até 5 anos.

O aporte de 1,2 bilhão foi definido pelo governo na sexta-feira passada.

Segundo Zimmermann, a liberação desses recursos segue o mesmo princípio dos aportes feitos no ano passado pela CDE, que já previam a devolução dos recursos, pelos consumidores, em até cinco anos.

"O decreto alterou algumas cláusulas, mas mantém a mesma característica daquele do ano passado", disse Zimmermann a jornalistas, após Audiência Pública no Senado.

O secretário reiterou que o governo segue estudando soluções para a questão dos gastos das distribuidoras nos próximos meses.

APAGÃO

O diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Hermes Chipp, disse que não foi identificada causa para o blecaute que atingiu diversas regiões do Brasil no dia 4 de fevereiro.

"O relatório não identificou nenhuma causa por falha de proteção, defeito de equipamento ou falha na manutenção", disse.

Segundo ele, não se pode afirmar, mas também não se pode descartar, que o problema tenha sido causado por "descarga atmosférica".

(Por Leonardo Goy)